Introdução ao Design Biofílico

A biofilia é o ‘amor pela vida ou por organismos vivos’. É a nossa inerente ligação humana ao mundo natural. Em um mundo urbano de tecnologia e arquitetura industrial, essa ligação fundamental pode, às vezes, parecer praticamente perdida. O design biofílico é uma forma inovadora de aproveitar essa afinidade para criar ambientes naturais onde possamos viver, trabalhar e aprender. Ao incluir conscientemente a natureza no design arquitetônico ou de interiores, nós nos reconectamos de forma inconsciente; levando a grande amplitude do ambiente externo para o nosso mundo construído.

Na qualidade de pioneiros na sustentabilidade, a Interface defende o design biofílico e sabe que é fundamental para a saúde humana incluir sistemas e processos naturais em nossos edifícios e paisagens construídas. Mais de 50 estudos no mundo inteiro, incluindo o nosso Relatório Human Spaces (Espaços Humanos) com o Professor e psicólogo Sir Cary Cooper, já comprovaram os efeitos positivos que a natureza ou que os ambientes que simulam a natureza causam na saúde e no bem-estar das pessoas em geral.

Quais são os benefícios do Design Biofílico?

Um ambiente desprovido de natureza pode causar um efeito negativo na saúde, na produtividade e no bem-estar.
Isso é especialmente importante no setor dos escritórios empresariais.
Problemas de saúde e a falta de bem-estar podem resultar em deficiências no desempenho e na produtividade, períodos de inatividade longe do trabalho e aumento de despesas. No Reino Unido, o estresse relacionado ao trabalho representa 35% dos problemas de saúde e 43% da ociosidade, custando às organizações estimados £29 bilhões por ano. Nos Estados Unidos, a ociosidade custa aos empregadores, em média, US$ 2.074 por empregado, por ano.

Existe uma correlação direta entre o design inteligente das áreas de trabalho e a potencialização do bem-estar e do desempenho dos funcionários. Simples mudanças para incorporar a natureza ao local de trabalho podem causar um impacto enorme na forma com que os funcionários se sentem quando chegam para trabalhar, e no quanto eles se sentem satisfeitos, criativos e produtivos quando estão trabalhando.

Nosso objetivo é elevar a abordagem biofílica do design de ambientes de trabalho a níveis mais elevados na agenda corporativa global.

Inspire-se com o Design Biofílico


O design biofílico vem incorporando a natureza aos nossos ambientes construídos e projetando lugares inspiradores e restauradores que ligam os seres humanos aos seus arredores.

Não é qualquer espaço que pode ser projetado para incorporar todos os princípios do design biofílico, mas muitas vezes existem muitos elementos contributivos que elevam coletivamente a qualidade do espaço interno e o bem-estar daqueles que o habitam. É mais que apenas colocar um ou dois vasos de planta! Luz natural, vegetação, paredes vivas, materiais e texturas naturais e vistas da natureza proporcionam um impacto positivo. Olhe para a natureza para se inspirar.

A Interface explora o poder dos desenhos inspirados no design biofílico por meio de nossas coleções; que simulam diretamente as superfícies e texturas naturais. ¿Procurando inspiração? Acesse nossa pasta no Pinterest para descobrir mais exemplos do design biofílico.

Pesquisa de Design Biofílico

O design biofílico afeta a forma como nos sentimos, trabalhamos e criamos. Foi comprovado que o design que nos conecta à natureza nos inspira, aumenta a nossa produtividade, e até mesmo contribui para uma sensação maior de bem-estar.

Saiba como baixando um ou ambos dos nossos relatórios revisados de Human Spaces, "O Impacto Global do Design Biofílico no Local de Trabalho" e " Design Biofílico na Hotelaria". Ou explore esses estudos adicionais que incluem áreas de interesse mais especializadas.

Biomimética

Aprender com a natureza para criar soluções de design moderno é chamado de biomimética. Na Interface, nos inspiramos no gênio da natureza para criar produtos, processos e sistemas mais sustentáveis. Um exemplo desse conceito é o i2®, uma abordagem inovadora para o design de pisos.
Artigos Relacionados