A Garden School, Hackney

Um artigo de Oliver Heath, Arquiteto, Designer de Interiores e Especialista em Biofilia

Um espaço positivo para aprender e desenvolver: Design biofílico na educação.

Existem evidências de que empregar a atração inata de uma criança com o mundo natural através do design biofílico pode melhorar sua saúde física e psicológica

Mas, apesar dessa evidência, os princípios do design biofílico não foram amplamentes adotados em espaços educacionais. Há muitas formas em que o  design biofílico pode ser introduzido nos espaços educativos. Isso não significa gastar muito dinheiro, se trata simplesmente de compreender e reconhecer a oportunidade que temos como designers para melhorar essa conexão com a natureza.

Pode ser através de uma conexão direta com a natureza, tais como a introdução de plantas em uma sala de aula ou a inundação de luz natural com a presença de janelas no ambiente. Também pode ser tão simples como a introdução de referências à natureza através do uso de texturas, cores e padrões  inspirados pela natureza.

Recentemente, trabalhei em um projeto com A Garden School, Hackney, em London, que oferece educação para crianças de 2 a 16 anos com provisões altamente especializadas para alunos com autismo. A escola se esforça para nutrir a comunicação, a aprendizagem e a independência e precisa de um edifício que seja projetado para ajudar a proporcionar tudo isso.

Junto com o fabricante de pisos Interface, transformamos uma sala não utilizada na escola em um espaço seguro e recuperativo para alunos com autismo, bem longe do barulho e da agitação usuais do playground.

Como formas diretas da natureza, como plantas (uma característica comum no design biofílico), podem não resistir à interação física do dia-a-dia com as crianças, optei por simular elementos naturais através das texturas, padrões e cores, bem como através das imagens da natureza utilizadas nos revestimentos de parede. A pesquisa demonstrou que usar o design inspirado na natureza dessa maneira pode impactar positivamente as respostas de estímulo perceptivo e fisiológico.1

O quarto possui janelas que oferecem vistas do playground, juntamente com uma abundância de luz natural rejuvenescedora. Cubículos hexagonais divertidos também oferecem um espaço para as crianças relaxarem e restaurarem a energia mental. E com suas diferentes texturas, os carpetes da Interface fornecem referências táteis à natureza - chave para ajudar a desestressar, energizar e relaxar.

Assista ao vídeo abaixo para saber mais sobre o projeto A Hackney Garden School. 


1Salingaros, 2012; Joye, 2007; Taylor, 2006; Kaplan,S.,1988

Artigos relacionados